Rondônia é o 3° estado do país com mais mortes de servidores do sistema prisional por Covid-19

Desde maio de 2020, sete servidores do sistema prisional rondoniense morreram com a doença.

Um relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado nesta semana, indica que Rondônia é o terceiro estado do país onde mais servidores do sistema prisional morreram vítima da Covid-19.

Desde maio de 2020, quando o CNJ passou a monitorar a situação, sete servidores do sistema prisional rondoniense morreram com a doença. Com isso, Rondônia fica empatado com o Pará, também com 7 mortes.

São Paulo é o estado com mais morte de policiais penais; foram 36 em menos de um ano. Em segundo lugar está o Maranhão, com 9 óbitos de servidores do sistema penitenciário.

Infecções pela Covid-19

Em relação a contaminação de servidores pelo coronavírus, Rondônia ocupa a 11° posição do ranking nacional. Até o fim de janeiro deste ano, 592 trabalhadores do sistema prisional tinham contraído a doença.

Já no sistema socioeducativo, onde ficam adolescentes, 68 servidores contraíram o vírus em menos de um ano.

Para evitar a disseminação do vírus nas unidades prisionais, o estado distribuí aos servidores vários equipamentos, como máscaras, luvas, aventais, óculos de proteção e toucas descartáveis.

Em um ano, o estado fez 641 testes da Covid-19 em servidores, sendo 400 no sistema prisional e 241 testes nas unidades socioeducativas.

 

Fonte: G1/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *