Em greve de fome, comida de detentos vai para comunidade na capital

Detentos do presídio federal, localizado na cidade de Porto Velho, capital de Rondônia, entraram em greve de fome para exigir a garantia das visitas intimas na unidade prisional, que foram proibidas desde o mês de maio desse ano.

Com a recusa da alimentação das quentinhas, feitas seguindo todos os padrões nutricionais, os agentes decidiram distribuir a comida para a comunidade da Vila Princesa, área de lixão, localizada na BR-364.

Lá, os profissionais de segurança entregaram a comida que foi muito bem recebida pela comunidade, que ainda agradeceu pela boa refeição conseguida graças a manifestação dos detentos.
Na unidade já ficaram privados de liberdade os mais perigosos criminosos do Brasil, Fernandinho Beira Mar, Marcinho VP, Fat Family, são alguns dos “hospedes” da carceragem em Rondônia.
Porém, a greve de fome parece não comover a direção do presídio, que ampliou a proibição das visitas intimas até o final do mês de julho. 

Fonte: rondoniaaovivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.