​Agentes penitenciários sofrem por falta de água em presídios de Rondônia

Aviso sobre a falta de água no presídio de médio porte (pandinha).

Um aviso não muito convencional foi posto no mural de uma unidade prisional da capital sobre a falta de água potável para consumo dos servidores, o aviso foi do diretor geral da unidade, alegando que foi reduzido o abastecimento de água pela secretaria de estado e justiça (SEJUS).

Segundo alguns servidores, a falta de água não é só na referida unidade, mas, praticamente todas unidades prisionais sofrem com a falta de abastecimento de água, tendo esses servidores ter que fazer “vaquinha” para poderem comprar água.

Contam que em várias unidades espalhadas pelo Estado, são os próprios servidores que compram água. “Tem dias que temos que pedir colaboração de todos para comprar água, não tem condições de trabalhar com cede.” Ressalta um servidor.

Um servidor desabafa e comenta, para o agente penitenciário falta tudo, desde as condições de trabalho até a água agora, mas se for olhar na secretaria de justiça nunca falta água e nenhum outro material de trabalho, “somos tratados como se não existíssemos por essa gestão, não valorizam o trabalho daqueles que mantém a secretaria firme, para os demais servidores e até mesmo para os presos nunca falta, mas para  esses profissionais que lutam na labuta do dia a dia, arriscando suas vidas em prol da sociedade, nunca valorizam.” Desabafa um servidor.

Rondoniaemqap deixa o espaço aberto para que os responsáveis da secretaria de justiça possam expor explicações dos fatos se assim quiserem.

Fonte: rondoniaemqap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.