Jovem tenta tirar mulher da cadeia após denunciá-la por furto de comida

Dono da casa chega em delegacia para tentar reitar queixa (Foto: Aline Lopes/ G1)Dono da casa chega em delegacia para tentar retirar queixa (Foto: Aline Lopes/ G1)

Uma mulher desempregada, de 44 anos, foi presa após furtar comida da geladeira de uma casa em Chupinguaia (RO), no Cone Sul. O flagrante foi feito nesta quinta-feira (13), após o dono do imóvel chegar e presenciar o crime. Após denúncia-la à polícia, a vítima se arrependeu e foi até a delegacia de Vilhena (RO) para tentar retirar a queixa e soltar a suspeita do presídio feminino. “Fiquei com peso na consciência. Eu sei que é um erro o ato dela, mas a pessoa ficar encarcerada por causa disso é complicado”, disse o jovem de 20 anos.

Conforme um escrivão da delegacia de Vilhena, a queixa por furto não pode ser retirada. “Depois de registrado, não há como você retirar o boletim desse tipo de crime”, informou. O furto da comida foi descoberto nesta quinta, quando o proprietário chegou em casa por volta do meio dia e viu a mulher mexendo na geladeira dele.

O dono do imóvel, que prefere não se identificar, contou como foi toda a ação. “Vi que a porta dos fundos estava arrombada quando cheguei em casa e dei de cara com ela. Ela estava carregando apenas mantimentos, não levava objetos de valor consigo. Tentei manter a calma e chamei a viatura de polícia. Nesse intervalo, ela correu”, contou o comunicólogo.

Enquanto a polícia procurava pela suspeita, a vítima saiu de casa e reconheceu a mulher caminhando por uma das ruas do bairro. A guarnição em serviço foi comunicada e a deteve.

A mulher declarou à Polícia Militar (PM) que não tem emprego e está passando por dificuldades financeiras. Depois de ser presa por furto de residência, a mulher foi levada de Chupinguaia para a delegacia de Vilhena, distante cerca de 100 quilômetros. Ao ser ouvida, ela foi levada para o  presídio feminino.

Depois da prisão da mulher, o homem disse que ficou pensando sobre tudo que havia acontecido. “Bateu uma dó, peso na consciência. Os vizinhos me falaram que ela já invadiu outras casas, mas sempre com a intenção de pegar comida. Na minha casa tinha celular, tablet, tudo na visão dela, mas ela não pegou. Para você querer ajudar alguém tem que se colocar no lugar. Vou tentar ficar na delegacia e fazer o que posso”, diz.

De acordo com a Delegacia de Polícia Civil, a mulher permanece na cadeia e irá responder por furto de residência.

Fonte: g1/RO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.