Agentes Penitenciários do Acre dão apoio e BR-364 é desbloqueada em Rondônia

image

Um protesto que teve início na noite da última segunda feira (01), interditou a BR-364, na entrada de Vista Alegre do Abunão -RO. Os manifestantes fecharam a BR-364 com troncos de árvores e atearam fogo em alguns pneus interditando completamente o fluxo de veículos nos dois sentidos da estrada.

image

A PRF foi chamada para o local, no entanto só conseguiu chegar no na tarde da última terça feira (2).

Ocorreu que no final da tarde do dia (02) um grupo de Agepens(Agentes Penitenciários) e Assistentes Sociais do Sistema Penitenciário do Acre retornavam de uma visita ao Presídio Federal em Rondônia, e mais precisamente na balsa que faz a travessia dos veículos, agentes da Polícia Rodoviária Federal informaram do fechamento da BR e solicitaram dos Agepens que ali se encontravam, a possibilidade de eles darem um apoio aos agentes da PRF, pois eles já haviam sido informados via rádio que a situação no protesto era bastante tensa e que haveriam alguns manifestante armados com armas de fogo. Por estarem em efetivo de apenas seis homens, os agentes da PRF solicitaram dos Agepens um reforço, que prontamente foi atendido.

image

O ônibus que estavam os Agepens seguiu junto com as duas viaturas da PRF até o local do incidente.

Ao chegararem no local, constataram que realmente a situação era bastante tensa. Filas de carros, ônibus e caminhões se formavam ao longo da BR-364 nos dois sentidos. Pneus foram incendiados e dois troncos de árvores obstruiam a via, além de dezenas de manifestantes que estavam bastante eufóricos e insatisfeitos.

Os Agepens e agentes da Polícia Rodoviária Federal interviram no protesto e negociaram a liberação da estrada com os manifestantes, que após uma demorada negociação, aceitaram desobstruir a via.

Um trator teve que ser usado para fazer a desobstrução da via, pois caso contrário não haveria como remover os obstáculos que foram utilizados no protesto.

Os Agentes Penitenciários do Acre tiveram um papel fundamental no êxito da missão pois participaram de forma efetiva e bastante incisiva no isolamente, segurança e negociação com os manifestantes. Mesmo sob o perigo de um possível confronto, a existência de algumas armas de fogo entre os manifestantes, as condições climáticas desfavoráveis, eles souberam conduzir de forma satisfatória o processo de crise instaurado naquele local. Graças aos cursos, treinamentos, e o bom preparo daqueles guerreiros, todos procedimentos foram seguidos para gerenciamento da crise e o problema foi sanado com a negociação e graças à Deus sem o confronto direto e sem o uso da força.

O motivo da manifestação foi por conta da constante falta de energia. Segundo os manifestantes, a energia consumida naquele local é proveniente da queima de combustível e frequentemente esse combustível falta e os moradores amargam as constantes interrupções no fornecimento de energia . A principal reivindicação é que o problema seja resolvido o mais rápido possível, e que haja a integração daquela localidade ao Linhão que passa à alguns metros dali.

FONTE: A. ROCHA
editado por: agentes qap

http://osdanosmorais.com.br/aprenda/?ref=J3876812H


Aprenda técnicas de redação e interpretação. Acesse o link

image
http://hotmart.net.br/show.html?a=E3899736A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.