Bolsonaro reuniu 750 mil pessoas na Paulista, diz SSP

750 mil pessoas no total. Ainda segundo a nota da secretaria divulgada no início da noite, esse foi o número total, considerando o público presente nas ruas adjacentes.

A SSP-SP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo informou que o ato pró-Bolsonaro reuniu aproximadamente 600 mil pessoas na avenida Paulista. Grupo de estudo da USP estimou 185 mil presentes.

O que aconteceu

600 mil pessoas na Avenida Paulista. Essa foi a informação passada pelo governo Tarcísio de Freitas, aliado de Bolsonaro, sem explicar a metodologia para chegar ao número de presentes em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL); 750 mil pessoas no total. Ainda segundo a nota da secretaria divulgada no início da noite, esse foi o número total, considerando o público presente nas ruas adjacentes.

Antes, a PM e a SSP informaram que não faziam mais estimativas em nenhuma manifestação. Essa resposta foi dada mais cedo, quando questionadas pelo UOL se já havia dados do número de pessoas presentes no ato quanto.

A ocupação principal de apoiadores se concentrou no Masp, mas se estendeu pela região. Alguns aliados do ex-presidente chegaram a dizer que o evento havia reunido mais de um milhão de pessoas.

Ato teve segurança reforçada. Cerca de 2.000 policiais acompanharam o ato na Paulista. Segundo a SSP-SP, Força Tática, Batalhão de Choque e Cavalaria são algumas das unidades da PM envolvidas. Drones e câmeras também foram usados.

A Polícia Civil também atuou com equipes do GER (Grupo Especial de Reação) do GARRA (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos). A operação contou ainda com o helicóptero Pelicano e com policiais do CERCO (Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas) em campo para monitoramento. Uma unidade móvel da Delegacia de Atendimento ao Turista também esteve nas proximidades da Consolação.

Não houve registro de incidentes graves, segundo a SSP. Entretanto, mais cedo, o 3º Batalhão de Polícia de Choque Humaitá divulgou imagens de uma mulher que caiu de uma árvore e teve o pulmão perfurado. Houve outros registros de pessoas que passaram mal por causa do calor.

 




 

 

 

Por UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *