GUARITAS CASINHA DE CACHORRO: Gerente Regional da SEJUS tem três dias para esclarecer à justiça

Parece uma casinha de cachorro, mas acreditem, isso é uma guarita de vigilância de um presídio (foto: arquivo singeperon)

Após pedido de providência do Singeperon, o Juiz de Direito, Edewaldo Fantini Júnior, da 2ª Vara Criminal de Ji-Paraná, despachou respondendo o Sindicato e notificando o gerente Regional da Sejus de prazo de 3 (três) dias para esclarecer a respeito das guaritas de madeiras que estão sendo construídas na Colônia Agrícola de Ji-Paraná, de forma irregular, sem nenhum projeto e com material totalmente inadequado. 

O Singeperon havia recebido uma denúncia, que o gerente Regional da Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS), ordenou a construção com as sobras de madeiras que se encontravam na unidade.

O presidente Sidney Andrade, acompanhado dos diretores Ronaldo Rocha e Maicon Miller, esteveram no local e constataram às condições desumanas das edificações e dos iminentes riscos à vida dos servidores.


SAIBA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO:

https://rondoniaemqap.com/2017/07/25/vergonha-guaritas-sao-construidas-com-sobras-de-madeira-em-presidio-de-ji-parana/

Fonte: assessoria singeperon

Editado: Rondoniaemqap

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *