Facções criminosas iniciam novo confronto no presídio de Alcaçuz

O comando da Companhia de Guarda Penitenciária em Natal confirmou o início de um novo confronto entre integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e do Sindicato do Crime do RN no fim da manhã desta terça-feira na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte.
“Começou aqui o confronto de novo! É entre as facções”, afirmou o major Wellington Camilo, comandante da Guarda, apressado, enquanto falava ao telefone. Alcaçuz foi palco, no último sábado, de um massacre com 26 mortos durante uma rebelião entre detentos – desde então, todo o Rio Grande do Norte segue em estado de atenção.
Na manhã desta terça-feira, os detentos retornaram ao telhado da penitenciária com colchões e bandeiras de facções criminosas. Em entrevista coletiva nesta terça, o governador Robinson Faria (PSD) afirmou que a polícia ainda não invadiu o presídio de Alcaçuz para evitar um novo “Carandiru”. 
“O que podemos fazer? Entrar lá e matar os presos?”, perguntou ele. “O Estado não pode recuar. Eles quebraram totalmente o pavilhão 5. Mas a situação está sob controle. A polícia conseguiu controlar. Estamos enfrentando essa crise com muita serenidade”, afirmou.

Fonte: veja

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.