Após rebelião, pistola desmontada é achada em presídio no Acre

Arma foi encontrada desmontada e escondida dentro de objetos apreendidos após rebelião no presídio Francisco D'Oliveira Conde, em Rio Branco  (Foto: Divulgação/Iapen-AC)Arma foi encontrada desmontada e escondida dentro de objetos apreendidos após rebelião no presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco (Foto: Divulgação/Iapen-AC)

Uma pistola calibre 40 foi encontrada por carcereiros do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen-AC), durante uma revista, no sábado (22), no presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco. Segundo o Iapen-AC, a arma foi encontrada desmontada em duas partes que haviam sido escondidas dentro de um ventilador e em um balde com fundo falso.

A arma foi encontrada durante uma revista feita na transferência dos presos do pavilhão K. O trabalho segue durante todo este domingo (23).

Na última quinta (20), uma rebelião de presos dos pavilhões J, L e K deixou quatro mortos, os detentos usaram armas de fogo, que teriam sido fornecidas por carcereiros.

Para o Iapen-AC, a pistola estava escondida nos locais desde o dia da rebelião. A suspeita do órgão é que a arma encontrada no sábado e outras duas apreendidas no dia do conflito tenham entrado no presídio através de dois agentes penitenciários. A dupla está sendo investigada pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Decco) da Polícia Civil.

Dois detentos tentaram fugir do presídio Francisco d'Oliveira Conde na madrugada desta sexta (11) (Foto: Iryá Rodrigues/G1)Novas revistas devem ser feitas em presídio neste domingo (23), segundo Iapen-AC (Foto: Iryá Rodrigues/G1)

Celulares
Durante a revista de sábado, os agentes também apreenderam mais de 50 celulares. De acordo com o Iapen-AC as revistas são realizadas também nas penitenciárias do interior que permanecem em estado de alerta e com segurança reforçada.

Após a rebelião, o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) decidiu manter a orientação para que as visitas ao complexo penitenciário sejam suspensas. A medida, segundo o órgão, tem o objetivo de manter a segurança de policiais, detentos e visitantes.

Fonte: g1/acre

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *