Vídeo: “policial” Don Juan foi desmascarado após vítima filmar traição

O falso policial militar é acusado de seduzir vítimas para arrancar grandes quantias. Apenas uma delas perdeu R$ 90 mil enquanto outra comprou um carro para o golpista.

A rede de mentiras costurada pelo falso policial Samuel Carlos da Silva Batista (foto em destaque), 31 anos, começou a ser desfeita quando uma das vítimas do golpista descobriu o estelionato amoroso. Uma empresária de Ceilândia, que amargou prejuízo de R$ 26 mil após se relacionar durante dois anos com o suspeito, entrou em contato com outras duas então namoradas de Samuel.

As três vítimas trocaram informações e descobriram que ele se relacionava, simultaneamente, com todas elas. O falso policial militar é acusado de seduzir vítimas para arrancar grandes quantias. Apenas uma delas perdeu R$ 90 mil enquanto outra comprou um carro para o golpista e paga ao banco 69 parcelas, no valor de R$ 687 cada.

Para desmascarar o golpista, o trio combinou de registrar, em vídeo, o momento em que o estelionatário beijava uma das muitas namoradas que bancavam a vida dele. Confrontado, Samuel foi evasivo, mas negou que mantivesse relacionamento com várias mulheres ao mesmo tempo.

Nas delegacias do DF, são pelo menos quatro ocorrências contra Samuel. A Justiça chegou a expedir medida protetiva para uma das vítimas.

Os golpes

O Don Juan se passava por policial militar do DF, de Goiás, além de policial penal.

modus operandi do estelionatário era sempre o mesmo: conhecia as vítimas por meio de um aplicativo de relacionamento – normalmente o Tinder – ou por intermédio de amigos em comum. Sedutor, o larápio logo passava a fazer parte da vida delas.

Veja momento em que namorada filma flagrante de traição de falso policial do Tinder:

Veja imagens do falso policial do Tinder:

homem de boné

Homem de boné preto

homem de olho arregalado

Homem de blusa branca

 

 

 

 

 

Por Metropoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.