Policial Penal Federal que matou Guarda Municipal tem prisão preventiva decretada

Jorge José Guaranho teve a prisão preventiva decretada, mesmo estando internado em estado grave no Hospital Municipal da cidade.

O policial penal federal Jorge José Guaranho, responsável por atirar e matar o guarda municipal e tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu (PR) Marcelo Arruda, teve a prisão preventiva decretada, mesmo estando internado em estado grave no Hospital Municipal da cidade.

A informação foi repassada pelo promotor Tiago Lisboa, do Grupo Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná, durante coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, 11.

Entenda o caso

O ataque ocorreu durante o aniversário de 50 anos do próprio Marcelo de Arruda, comemorada com uma festa temática do PT. Guaranho passou de carro em frente ao local dizendo “Aqui é Bolsonaro” e “Lula ladrão”, além de proferir xingamentos. Ele saiu após uma rápida discussão e disse que retornaria.

Segundo as testemunhas, Arruda, que era guarda civil, foi ao seu carro e pegou uma arma para se defender.

Guaranho de fato retornou, invadiu o salão de festas e atirou em Arruda. O petista, já ferido no chão, também baleou o bolsonarista.

O caso eleva a apreensão sobre violência política em uma pré-campanha eleitoral que é marcada por ameaças e ataques físicos. Segundo a delegada responsável pelo caso, Iane Cardoso, a hipótese de motivação política para o crime contra o petista é investigada, mas ainda não pode ser confirmada.

Ela afirmou que ainda está sendo investigado se a razão foram divergências políticas. “A priori, é o que estão divulgando. Mas a gente está investigando, tentando extrair a verdadeira motivação. A polícia tem que averiguar”, disse.

A delegada diz que a polícia também investiga se Arruda e Guaranho já se conheciam. “A informação que temos a priori deu a entender que eles se conheciam, mas não há histórico que tenha havido uma divergência ou briga anterior”.

 

 

Por Estadao Conteudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.