PMRO prendem bando de alta periculosidade em Porto Velho

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao bando, pelos crimes de Direção Perigosa, Porte Ilegal de Arma de Fogo, Receptação, Desobediência a Ordem Judicial e dado fiel cumprimento ao Mandado de Prisão.

Na noite do último sábado 14, a equipe da Força Tática 01 do 5º BPM – Batalhão de Polícia Militar, durante patrulhamento pela avenida Mamoré, se deparou com um automóvel marca Honda, modelo Civic, cor prata e placa …D47, parado no acostamento com a porta traseira do lado esquerdo aberta. Encontrava-se do lado de fora do veículo um cidadão trajando camiseta cinza e bermuda branca.

Ao perceber a aproximação da guarnição da Polícia Militar, o homem adentrou rapidamente no automóvel, e “arrancou” em alta velocidade, avançando o sinal vermelho sentido Rua Benedito Inocêncio.

Diante do fato presenciado, a equipe da PMRO iniciou o acompanhamento do veículo Honda Civic, pedindo apoio das demais viaturas que estavam de serviço no turno da noite, para tentarem abordar o referido automóvel.

Na tentativa de fugir das equipes de radiopatrulhas, o motorista do veículo continuou em alta velocidade pela Rua Benedito Inocêncio, avenida Guaporé sentido Br 364, Rua da Beira sentido Avenida Jatuarana, avançando todas as preferências e sinais vermelhos que estavam a sua frente, desobedecendo ainda, todos os sinais e alertas de parada emitidos pela viatura da Polícia Militar através dos sinais luminosos (giroflex) e sonoros (sirenes).

Atirou contra a PM

No cruzamento da Rua da Beira com Avenida Rio Madeira o condutor do automóvel Civic tentou contra a vida da equipe Cavalo de Aço do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN), transpondo o bloqueio policial montado pela equipe, que tinha como objetivo parar o veículo, sendo necessário repelir a injusta agressão, efetuando disparos de pistola Taurus Calibre .40 de dotação da PMRO.

Em determinado momento do acompanhamento realizado pelas viaturas policiais, um dos ocupantes do automóvel abriu a janela do veiculo e efetuou um disparo de arma de fogo contra equipe da Força Tática 01 do 5º BPM. A guarnição revidou a injusta agressão sofrida, efetuando um disparo de carabina calibre .556 e dois disparos de pistola calibre .40 acertando o para-choque traseiro e o pneu dianteiro do lado esquerdo do automóvel, fazendo com que o mesmo parasse no cruzamento da Avenida Rio de Janeiro com Rua Caparari.

Abordagem

As equipes da Polícia Militar abordaram o automóvel e ordenaram para que todos os ocupantes do veículo desembarcassem. Quatro cidadãos estavam no interior do carro e, após todos desembarcarem do automóvel foi realizada a abordagem e busca pessoal nos suspeitos. Com eles foram localizados um carregador de pistola calibre .380 com 15 munições intactas, – feita consulta junto ao Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), constatou-se um Mandado de Prisão em aberto sob o Nº1000767-38.2010.8.22.0501.01.0006-17, expedido pela Vara de Execuções Penais (VEP), de Porto Velho com validade até 13/01/2026.

Um outro envolvido constatou-se ser monitorado por tornozeleira eletrônica Unidade de Monitoramento Eletrônico da Capital (UMESP/SEJUS), sendo que o equipamento estava envolvido por papel alumínio, fato que configura desobediência à ordem judicial segundo declaração da UMESP/SEJUS. Um terceiro elemento portava um aparelho celular marca APPLE modelo IPHONE 12PRÓMAX, com o quarto elemento foi encontrado um aparelho celular, marca Samsung, modelo A72.

Embaixo do banco do automóvel foi localizada uma arma de fogo, tipo pistola marca Taurus Calibre .380 nº KIX16822, cor oxidada, com carregador municiado com 15 munições intactas, a qual possui restrição de furto, conforme ocorrência policial nº105799/2019. Em busca realizada dentro do automóvel foi localizado no porta objetos grande quantia de dinheiro em espécie, documentos pessoais, cartões de créditos, tudo em nome de terceiros, celulares, joias, controles de portões eletrônicos e vários molhos de chaves.

Ao serem indagados pelas equipes de radiopatrulha um dos elementos afirmou ser o proprietário da arma de fogo e dos valores apreendidos com o bando, afirmou ainda, que havia pego o automóvel emprestado de um conhecido.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao bando, pelos crimes de Direção Perigosa, Porte Ilegal de Arma de Fogo, Receptação, Desobediência a Ordem Judicial e dado fiel cumprimento ao Mandado de Prisão, todos foram apresentados na Central de Policia, para serem tomadas as devidas providências relacionadas ao caso.

 

 

Por Assessoria  – 5° BPMRO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.