Diretor do Presídio Aruana é acusado por Policiais Penais de fraudar escalas de horas extras para beneficiar amigo

 

Os Policiais Penais pedem para que as autoridades administrativas da SEJUS, Ministério Público e o judiciário tomem as devidas providências cabíveis.

Segundo denúncias de Policiais Penais que preferiram ficar no anonimato para não sofrerem represálias, o Diretor Geral do Presídio Aruana em Porto Velho/RO, Sr. Magno Custódio de Oliveira, está concedendo horas extras para o Ex-Diretor de segurança Franc Teixeira da Silva, sem ao menos ir ao trabalho realizar os serviços extraordinários, e pior, tirando a vaga de outros Policiais para realmente realizarem as referidas horas extras.

Relatam ainda que, o Diretor está fraudando as escalas de horas extras e incluindo “seu amigo” na mesma, segundo eles, cometendo assim o crime de peculato e improbidade administrativa.

O Ex-Diretor Franc Teixeira foi recentemente flagrado dirigindo carro oficial alcoolizado e armado, relembre a matéria abaixo.

Diretor de presídio em Porto Velho é flagrado embriagado e armado com carro Oficial

Diante do ocorrido, o servidor acabou perdendo o cargo de Diretor de Segurança do Presídio Aruana e, consequentemente sua gratificação. Para não ficar no prejuízo financeiro, contou com a ajuda do então amigo Diretor Geral Magno Custódio para fraudar as horas extras.

Os Policiais Penais pedem para que as autoridades administrativas da SEJUS, Ministério Público e o judiciário tomem as devidas providências cabíveis.

Nossa Redação tentou contato com os diretores mencionados na denúncia e com a Assessoria da SEJUS, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos respostas.

Boletim mensal de frequência. (Arquivo servidores).
Portaria concedendo serviços extraordinários aos Policiais Penais, nome do Ex-Diretor se encontra na relação. (Arquivo servidores).

 

 

Por Rondoniaemqap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *