Guardas Portuários querem regulamentação para se tornarem em Polícia Portuária Federal

A categoria luta pelo reconhecimento de suas competências com a regulamentação da Polícia Portuária Federal, seguindo a mesma linha da criação das polícias penais.

Na manhã da última quarta-feira (07), o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, esteve reunido com a Associação Nacional dos Guardas Portuários do Brasil (ANGPB) para entender e discutir a PEC 59/2007, que busca a transformação da Guarda Portuária em Polícia Portuária Federal.

Também estava presente o diretor parlamentar da entidade, Marcus Firme, e o secretário de segurança da guarda portuária do Rio de Janeiro, Jorge Dantas, além de diretores executivos da ANGPB, Lucas Bernardo e Dejacy da Conceição, diretores da ASGPOR-BA, Israel Ângelo e Uilton Cardozo, e o representante da AGPERJ, Rui Freitas.

Os guardas portuários são responsáveis pela segurança e proteção das instalações dos portos brasileiros, dos funcionários e mercadorias. A categoria luta pelo reconhecimento de suas competências com a regulamentação da Polícia Portuária Federal, seguindo a mesma linha da criação das Polícias Penais.

 

 

Por  Comunicação Fenapef

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *