Homem se passa por policial federal em busca de Lázaro e acaba preso

O homem chegou a pedir reforço policial para atender suposta ocorrência em uma chácara

Um homem de 23 anos acabou preso ao se apresentar como policial federal para participar das buscas por Lázaro Barbosa, 32, acusado de matar uma família de quatro pessoas em Ceilândia, no Distrito Federal, em 9 de junho.

A prisão ocorreu na noite de sábado (19/6) após o homem abordar equipes da força-tarefa na BR-070, próximo ao Rio Pichuá, na região de Cocalzinho (GO), alegando estar atrasado para encontrar os colegas federais que estariam um pouco mais à frente.

De acordo com a equipe de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF-DF), 40 minutos depois da primeira abordagem, o homem retornou pedindo ajuda aos policiais militares de Goiás para desarmar uma pessoa alcoolizada em uma propriedade rural.

Os militares o acompanharam na suposta ocorrência e, ao voltarem para o ponto de apoio, foram informados pela PRF que o jovem não era policial. Ele recebeu voz de prisão e acabou levado à delegacia pelas equipes da PM, PRF e Polícia Federal, para o registro do boletim.

Em nota, a PRF informou que o homem cometeu ao menos dois delitos: falsidade ideológica e usurpação da função pública.

 

 

Com informações Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *