Diretor de Presídio em RO usa poder do cargo para perseguir e ameaçar Policial Penal

Segundo a ocorrência, o diretor geral disse com tom de ameaça que questões administrativas iriam ser resolvidas na Unidade, mas as outras seria na rua.

Conforme denúncias que foram encaminhadas à nossa redação, por meio de ocorrência da Polícia da Polícia Civil e ocorrência do Sistema Prisional da Polícia Penal, traz como protagonista o diretor geral da Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste/RO, que segundo ocorrência realizada, o diretor colocou um chefe de segurança a disposição da Secretaria de justiça, o removendo do cargo,  além de pronunciar palavras com tom de ameaça.

Sobre a ocorrência

Narra a ocorrência que, o diretor geral juntamente com outro servidor Policial Penal havia retirado um apenado de uma cela improvisada (sala de aula) para uma transferência, vista como fora dos padrões normais de segurança da Unidade Prisional, ou seja, somente os dois sem a presença dos demais plantonistas, e que, o referido apenado é pai do Policial Penal que estava junto com o diretor.

Diante da conduta inadequada dos dois, um servidor viu a cena e comunicou ao chefe de segurança, este por sua vez indagou ao diretor de segurança, o diretor de segurança comunicou que não concordava com o ocorrido, também disse que não estava sabendo de nenhuma transferência. O chefe de segurança completou que não foi solicitado nenhuma transferência e tão pouco havia chegado algum Ofício para a retirada do apenado.

Discussão e ameaça

Segundo a ocorrência, o Ofício de transferência só foi apresentado ao chefe de segurança quando o diretor chegou da escolta, com arrogância e bravo com a situação, jogou o Ofício sobre o tórax de um Policial Penal, dizendo se era isso que ele queria, pelo fato desse servidor ter questionado o diretor de segurança sobre a retirada do apenado sem Ofício.
Após o diretor jogar o ofício sobre o tórax de um servidor, começou uma calorosa discussão, neste momento o chefe de segurança havia dito que o procedimento do diretor estava errado, logo o diretor começou a desrespeitar o chefe de segurança e apontar o dedo sobre o rosto dele. Nesse momento o chefe de segurança empurrou a mão do diretor pedindo respeito.

O diretor não se calando disse em tom de ameaça que questões administrativas iriam ser resolvidas na Unidade, mas as outras seria na rua.

Outras ocorrências envolvendo o diretor da Unidade

O mesmo diretor foi envolvido em outra ocorrência de perseguição contra uma Policial Penal da Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste, que foi removida para o presídio de Ji-Paraná após ter relatado falhas na fiscalização da unidade prisional que ela estava trabalhando. A servidora moveu uma ação contra ele e teve a vitória na justiça, o magistrado entendeu que a servidora sofreu nítida perseguição por tentar fazer o correto, ao denunciar a falha no sistema de segurança da unidade prisional. Relembre esse fato na matéria abaixo.

Estado de RO é condenado a indenizar uma Policial Penal por danos morais e materiais

Providências tomada

O ocorrido foi visto como ameaça pelo chefe de segurança e outro Policial Penal, diante disso, os dois realizaram uma ocorrência na Delegacia da Polícia Civil e também no GDOP – Gerenciamento de Ocorrências Prisionais.

Sobre a transferência de apenados

Foi narrado na ocorrência que, causou estranheza o fato do apenado ser parente de primeiro grau do Policial Penal que acompanhava o diretor e estava envolvido em todos os procedimentos de retirada e escolta do preso com apenas os dois servidores, além de todo procedimento de saída e transferência ter ocorrido na sala da administração do Presídio.

Perda do cargo de chefe de segurança e recolhimento da arma de fogo

Com a perda do cargo de chefe de segurança, foi solicitado o recolhimento de uma arma de fogo pelo Núcleo de Material Bélico, que estava cedido ao Policial Penal, na justificativa do recolhimento, foi narrado que o referido servidor não ocupava mais o cargo de FG-01 – Chefe de Segurança do Sistema Penitenciário.

 

 

Por Rondoniaemqap

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *