Condenado a mais de 400 anos por mortes no Urso Branco é preso em igreja

Francinei é acusado de ter participação em mortes de vários apenados, durante uma rebelião sangrenta ocorrida em 2002, no presídio Urso Branco.

O foragido de alta periculosidade, condenado a mais de 400 anos de cadeia, Francinei Teixeira, 38 anos, foi preso pela Polícia Militar na noite de sexta-feira (28) no momento em que assistia a um culto em uma igreja, localizada na Rua Felipe Camarão, Bairro Airton Senna, na Zona Leste de Porto Velho.

Durante as diligências pela região, os policiais localizaram o homem. Para não ser reconhecido, ele apresentou uma documentação falsa para os militares.

Mas logo a Polícia descobriu a verdadeira identidade do criminoso. Francinei é acusado de ter participação em mortes de vários apenados, durante uma rebelião sangrenta ocorrida em 2002, no presídio José Mário Alves, o Urso Branco.

No dia 15 de dezembro de 2019, o criminoso conseguiu fugir do presídio Jorge Thiago Aguiar Afonso, o 603. Mesmo sabendo que era procurado pela Polícia, ele não parou de cometer crimes. Os policiais apuraram que Francinei chegou a ser preso em Nova Aripuanã, no Amazonas, após um roubo, mas dias depois ele acabou fugindo.

Preso, ele foi encaminhado para a penitenciária estadual, onde ficou à disposição da justiça.

 

 

Com informações Rondoniaagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *