Fenapef emite nota sobre o novo Diretor Geral da Polícia Federal

Em breve, os representantes da categoria se reunirão com o novo Diretor Geral para estabelecer uma linha de diálogo permanente e reforçar pontos que entendem como essenciais.

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), maior entidade representativa da categoria, considera que a troca no comando da Polícia Federal é consequência natural da escolha de um novo Ministro da Justiça.

O histórico de Paulo Maiurino permite que os policiais federais esperem por uma gestão voltada para o bom relacionamento institucional. A questão da antiguidade do novo diretor geral (tomou posse em 1998) representa o resgate dessa lógica no comando da corporação e também traz boa expectativa em áreas estratégicas, como Interpol e investigações contra a corrupção. Se, por um lado ele ficou muito tempo fora da PF, por outro ele resgata o padrão de experiência e tempo de polícia exigidos para ocupar essa importante função.

Em breve, os representantes da categoria se reunirão com o novo Diretor Geral para estabelecer uma linha de diálogo permanente e reforçar pontos que entendem como essenciais:

1- A Polícia Federal é polícia de Estado, não de Governo;

2- A Fenapef defende o combate incessante à corrupção; e

3- A Federação também entende que o mais importante patrimônio da corporação é o seu componente humano.

A Federação Nacional dos Policiais Federais não se furtará à defesa intransigente de todos os policiais federais e da melhoria e independência das investigações no nosso país.

Também seguirá na defesa dos interesses da categoria e de todos os integrantes das forças de segurança civis do País, que já foram duramente afetados por reformas anteriores e se veem agora ameaçados pela proposta de Reforma Administrativa.

A entidade reitera que acredita na modernização da Polícia Federal, com porta única de entrada, ciclo completo de polícia e manutenção da autonomia investigativa, sem interferência política na atuação dos policiais federais.

Brasília, 07 de abril de 2021

Luís Antônio Boudens
Presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *