Policial Civil de Rondônia que furtava armas do 5° DP é preso durante operação

Os agentes da Patrimônio também localizaram grande parte das armas que haviam sido subtraídas da Delegacia. (Foto: PC/RO)

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio Delegacia Especializada em Repressão a Extorsões, Roubos e Furtos -DERF (PATRIMÔNIO), com o apoio da Delegacia Esp. de Crimes Contra a Vida (DECCV) e do Núcleo de Combate as Defraudações (DEFRAUDE), em pouco mais de dois meses, apresentou a resposta à sociedade sobre o desparecimento dasarmas de fogo e outros objetos do depósito da 5ª Delegacia de Polícia de Porto Velho-RO, ocorrido em 17/12/2020. A Patrimônio identificou e prendeu o responsável e demais envolvidos na ação criminosa.

A eficaz e rápida investigação realizada pela DERF resultou na ação policial, desta quinta-feira (11/03), aproximadamente 30 investigadores cumpriram 01 (um) mandado de Prisão Preventiva e 09 (nove) mandados de Busca e Apreensão Domiciliar. As ordens judiciais foram autorizadas pela 4ª Vara Criminal da capital.

Após 02 (dois) meses de intenso trabalho, as investigações apontaram a participação do policial civil R. A. T. A. no crime, o qual aproveitando-se da condição de funcionário público, ele subtraiu os objetos da Delegada. R.A.T.A. foi preso preventivamente e indiciado pelo crime de Peculato, previsto no art. 312, §1º, do Código Penal, e se for condenado pode pegar uma pena de até 12(doze) anos de reclusão.

Os agentes da Patrimônio também localizaram grande parte das armas que haviam sido subtraídas da Delegacia. O armamento estava escondido em duas residências, ambas na zona sul da capital. No primeiro endereço, M.C.F.M foi presa pelo crime de Posse Irregular de Arma de Fogo de Uso Restrito e, no outro endereço,W.C.S foi preso pelos crimes de Posse Irregular de Armade Fogo de Uso Permitido e Receptação.

O Dr. Marcelo Resem presidiu as investigações e exaltou o comprometimento dos policiais da Patrimônio à elucidação doepisódio criminoso. A DERF continua os trabalhos com objetivo de recuperar o restante das armas subtraídas. “A prisão de hoje demonstra de forma clara que a Polícia Civil de Rondônia cumpre com seus deveres institucionais e que ninguém está acima da Lei. Afirmou o Delegado.

 

Fonte: Rondoniaaovivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *