Corregedoria da PMRO apura morte de casal e guarnição poderá ser responsabilizada criminalmente

A Polícia Militar informou que se for comprovada a culpa dos policiais na morte do casal a guarnição será responsabilizada criminalmente.

Samuel Assis de Lima Miranda, 26, e a técnica de enfermagem Beatriz Aguiar, 18, na madrugada de domingo (25) na Avenida Tiradentes, próximo a Avenida Rio Madeira, bairro Embratel, na capital de Rondônia.

Nas imagens de uma câmera de monitoramento de um comércio na região é possível ver a motocicleta Honda Titan com o casal e duas viaturas em perseguição. A caminhonete da PM do 1° Batalhão vinha logo atrás fazendo o acompanhamento tático, mas é ultrapassada por outra modelo Gol que seria do Batalhão de Trânsito.

O casal é fechado, bate na lateral do Gol e vai de encontro com árvores no canteiro central da via. As vítimas morreram no local. A jovem teve afundamento de crânio e o homem dilaceração na região do fêmur.

Os policiais que registraram o ocorrência disseram que o casal estaria no Espaço Alternativo onde um grupo de motociclistas que participava de um “rolezinho” era abordado por equipes da PM.

Samuel teria fugido na contramão da Avenida Jorge Teixeira e depois seguiu no sentido normal da Avenida Tiradentes, até que a viatura modelo Gol passa a caminhonete e fecha a motocicleta, de acordo com as imagens da câmera de monitoramento.

A Polícia Militar informou que se for comprovada a culpa dos policiais na morte do casal a guarnição será responsabilizada criminalmente.

 

Fonte: Rondoniaaovivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *