Denúncia grave: Diretor de presídio coloca em risco a vida de detentos e servidores ao novo Coronavírus

Afirmam ainda que, já fizeram várias denúncias no Ministério Público de Rondônia.

Enquanto o governo de Rondônia luta diuturnamente contra o novo Coronavírus, o diretor da Penitenciária Aruana de Porto Velho está indo em desacordo com todas as medidas de segurança, quem afirma são os próprios Policiais Penais da Unidade.

Os servidores que não quiseram se identificar com medo de represálias, mais uma vez fizeram graves denúncias contra o diretor geral do Presídio.

Conforme os denunciantes, o diretor geral vem descumprindo o Decreto de Calamidade Pública n° 24.979/2020 e a própria Portaria n° 873/2020/SEJUS que suspende os trabalhos externos dos apenados.

Os servidores já haviam denunciado outras irregularidades contra o referido diretor. Relembre a matéria abaixo.

Em meio a Pandemia, Diretor de Presídio em RO libera presos para trabalharem fora da unidade

Os servidores ainda alertam do perigo que esses apenados correm ao saírem da unidade para realizarem trabalhos no presídio URSO BRANCO, tendo em vista, já foi confirmado servidores contaminados com COVID-19 na Unidade.

Eles alertam do perigo que isso pode causar aos reeducandos da penitenciária Aruana e aos servidores em geral, podendo chegar a toda sociedade rondoniense.

Afirmam ainda que, já fizeram várias denúncias no Ministério Público de Rondônia, mais de nada adiantou, segundo relatam, o MP encaminha as denúncias à SEJUS, mas, até hoje nada foi feito.

Nossa equipe está a disposição para mostrar a versão do diretor se assim desejar. Lembrando que as denúncias aqui mencionadas são documentadas para comprovar os fatos.

Veja a íntegra da denúncia e a referida cautela autorizando os apenados à  trabalharem no Presídio Urso Branco.

O Diretor da Penitenciária Estadual Aruana, Manoel Marcos Lima Barros, continua desrespeitando o Decreto de Calamidade Pública n° 24.979/2020 e a própria Portaria n° 873/2020/SEJUS que suspende os trabalhos externos de reeducandos, dentre outros.

O mesmo liberou dois reeducandos: Uelder e Lucas, para trabalharem no projeto do Urso Branco, colocando outros reeducandos que estão em isolamento em total perigo.

Sequer, o diretor tem qualificação profissional conforme preceitua o art. 75 da Lei de Execuções Penais.

É comum no país em que vivemos, pessoas desqualificadas e irresponsáveis assumirem cargos de chefia apadrinhadas por políticos.

É preciso que as autoridades competentes tomem providências veementes para coibir essas infrações do diretor com a legislação vigente, suspendendo-o imediatamente do cargo para apurarem os fatos.

Cautela autorizando os presos à trabalharem no Presídio Urso Branco de Porto Velho.

 

Fonte: Rondoniaemqap

9 respostas

  1. Deve tá recebendo propina pra liberar somente esses dois reeducandos. Por quê somente esses dois podem sair, enquanto os outros estão isolados por causa da pandemia da COVID-19? Tem que apurar isso aí. Tá cheirando propinovid-20. Cadê o Ministério Público e a Polícia Civil pra investigar isso? AVANTE!

    Curtir

  2. É nítido na referida cautela, o mês de abril e o ano de 2020, a qual coincide com o período da pandemia do novo coronavírus. Ficou estampado ainda, que esse pseudo diretor riscou a data e o número da cautela pra poder driblar os órgãos fiscalizadores. Tem que haver investigação da Polícia Civil (Delegacia de Assuntos Penitenciários) e colocar esse diretor preso, conforme o artigo 267 e 268 do Código Penal.

    Curtir

  3. Esse diretor tá pegando a mulher de um preso bem aqui perto de casa no Areal do Floresta. Ele anda em um UNO Branco com placa Branca. Acho que deve ser do Estado/SEJUS. É muito corajoso.

    Curtir

  4. Não sei qual rabo preso que esse secretário e esse governo tem com esse diretorzinho fuleiro cheio de faucatruas, acho que quem deve ser investigado é o secretário e o governador, pois não fazem nada, se fazem de cegos. O cara apronta e apronta, não sei quantos BO o salafraio tem, e continua no cargo, se fosse um servidor qualquer, coitado desse, a corregedoria já tinha punido.

    Curtir

  5. Esse diretor tem Costa larga no governo Marcos Rocha. A Costa larga dele se chama “DAVI”, Capitão da PM/RO aposentado e ex-coordenador geral da SEJUS, e, atualmente, secretário do gabinete do governador, os quais são amicíssimos desde à epoca em que Marcos Rocha era secretário da SEJUS no governo de Confúcio Moura.

    Curtir

  6. Eu conheço esse diretor mau caráter e sem escrúpulo. Gosta de ficar dando em cima das mulheres dos presos. Não é à toa que está respondendo uma acusação de estupro. O governador tinha que mandar embora do quadro de servidores. Esse faz parte da banda podre de agentes penitenciários de Rondônia.

    Curtir

  7. Não sei qual rabo preso que o governador ou o secretário tem cm esse cara, ele apronta e nada acontece, até de ter cometido estupro, ja ouvimos falar que ele cometeu, assédio e mto mais, e msm assim ele não perde o cargo, se liga governador sua batata tá assando e cm gente assim piora

    Curtir

  8. Que diretorzinho sem qualidade. O governador tinha que mandar embora uma pessoa irresponsável e sem qualificação profissional para assumir cargo de chefia. Tá queimando a equipe do governador Marcos Rocha. Não merece o CDS que ganha. Manda cortar o CDS governador.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s