Servidores da Segurança Pública e Saúde terão prioridade na realização de teste rápido para detecção da COVID-19

O Ministério da Saúde orienta que os estados e municípios possam se organizar e identificar estes públicos dentro da sua região.

O Ministério da Saúde divulgou, nessa quinta-feira (9/4), critérios e orientações para aplicação do teste rápido sorológico nos serviços de saúde. Os testes deverão ser aplicados em profissionais da área da saúde e de segurança pública, um dos grupos mais expostos à transmissão do coronavírus. Por isso, terão prioridade na testagem os trabalhadores que atuam nos postos de saúde, nos serviços de urgência, emergência e internação, trabalhadores da área de segurança pública e os contatos domiciliares desse público, ou seja, as pessoas que moram na mesma residência.

O Ministério da Saúde orienta que os estados e municípios possam se organizar e identificar estes públicos dentro da sua região. A partir deste planejamento, será disponibilizado gradualmente os testes rápidos para detecção de anticorpos contra SARS-CoV-2 aos serviços de saúde. A recomendação é testar pessoas sintomáticas, que façam parte de uma das seguintes categorias: trabalhadores de serviços de saúde em atividade; trabalhadores de serviços de segurança pública em atividade; e pessoa com diagnóstico de Síndrome Gripal, que resida no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança em atividade. O tempo de incubação do vírus é um fator crucial para a eficácia da testagem, uma vez que pessoas com a doença, mas que ainda não tenham manifestado sintomas, podem ser infectadas por pessoas que estejam no período assintomático da doença.

O teste deve ser realizado respeitando as seguintes condições:

Trabalhadores de saúde e segurança pública, em atividade, ou quem resida no mesmo domicílio: mínimo 7 dias completos desde o início dos sintomas de Síndrome Gripal e mínimo 72 horas após desaparecimento dos sintomas;

O Ministério da Saúde recomenda que os testes estejam disponíveis em pontos da Rede de Atenção à saúde que tenham maior contato com pacientes suspeitos de COVID-19. Assim, hospitais, serviços de urgência e emergência, unidades de pronto atendimento e postos de saúde são responsáveis pela realização dos testes e pelos procedimentos a serem adotados após o resultado.

 

 

Fonte: Serviço de Comunicação Social do Depen

Categorias:Geral e Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s