Ministério da Saúde atende a solicitação do MJSP e antecipa vacinação dos profissionais da segurança pública

Essa antecipação aos profissionais do sistema prisional visa a prevenção de riscos à população carcerária, haja vista que esses servidores podem ser vetores na disseminação do COVID-19 junto à população prisional.

O Ministro da Justiça e Segurança Público, Sérgio Moro, fez uma solicitação ao Ministério da Saúde, por meio do OFÍCIO Nº 293/2020/GM, para que os servidores que atuam no sistema prisional fossem enquadrados na segunda fase da vacinação contra o vírus Influenza, tendo em vista a pandemia causada pelo Coronavírus – COVID-19, declarada pela Organização Mundial de Saúde.

A segunda fase do calendário vacinal, que se inicia no dia 16 de abril, inclui os “profissionais das forças de segurança e salvamento”, na qual também se enquadram os servidores de segurança do sistema prisional. Contudo, atualmente, esses servidores seriam contemplados somente na terceira fase “funcionários do sistema prisional”, que iniciaria no dia 9 de maio, de acordo calendário divulgado pelo Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde atendeu a solicitação do MJSP e destacou também “que está sendo antecipada a vacinação para os grupos de funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade, para segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que irá se iniciar dia 16 de abril. ”

Essa antecipação aos profissionais do sistema prisional visa a prevenção de riscos à população carcerária, haja vista que esses servidores podem ser vetores na disseminação do COVID-19 junto à população prisional. Com a vacinação, o efetivo ficará protegido dos vírus gripais em circulação no Brasil, o que proporcionará mais segurança para os servidores exerçam suas atividades, auxiliará como prevenção aos colegas, familiares e presos; bem como, contribuirá para o diagnóstico, precoce, dos casos do COVID-19, já que estarão imunizados contra as demais síndromes gripais deste período do ano, evitando confundir estas viroses com COVID-19. Neste momento, precisamos unir esforços e imunizar a todos os profissionais que estão na linha de frente.

Inicio de vacinação dos presídios federais

A Penitenciária Federal em Campo Grande (PFCG) deu início à vacinação contra gripe Influenza (H1N1), nas dependências da unidade. A ação ocorre anualmente na penitenciária, contudo, em 2020 há especial atenção por conta da Pandemia de Coronavírus (COVID-19). Por este motivo o Ministério da Saúde antecipou o início da campanha para proteger de forma cautelar os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe.

 

 

Fonte:Serviço de Comunicação Social do Depen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s