Projeto de lei prevê fim de visita íntima em presídios de São Paulo

 

Documento diz que será permitida, exclusivamente, “visita íntima na situação em que o preso seja declarado como réu colaborador ou delator premiado”.

O deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP) apresentou nesta terça-feira (11) um projeto de lei que prevê o fim da visita íntima nas penitenciárias do Estado de São Paulo. “Prisão não é hotel, tampouco motel”, afirmou o parlamentar.

De acordo com o projeto, entende-se por visita íntima “aquela realizada fora dos pátios destinados para este fim, sem monitoramento dos servidores da unidade prisional”. Em seguida, acrescenta que será permitida, exclusivamente, “visita íntima na situação em que o preso seja declarado como réu colaborador ou delator premiado”.

Diniz argumenta que a visita íntima “é um dos meios pelos quais o crime organizado repassa mensagens para seus asseclas e permite que seus integrantes tenham direito a visita de prostitutas que se cadastram como companheiras”.

 

 

Fonte: R7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s