Federação de Policiais Federais pede investigação do ex-Diretor da PF

Delegados aposentados teriam usado identificação com distintivo da PF para defender interesse de empresa privada.

A Federação Nacional dos Policias Federais (Fenapef), entidade que representa mais de 14 mil policiais federais, protocolou hoje (10) pedido endereçado ao Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, para que instaure procedimento para averiguar a conduta do ex-diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e do delegado aposentado Edmílson Pereira Bruno.

Segundo matérias veiculadas desde o final de semana pela imprensa, os dois teriam usado a condição de ex-delegados da PF e seus distintivos para defenderem os interesses da empresa onde hoje são consultores. Empresa esta que é investigada pelo Ministério Público, acusada de fraude.

Para o presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, se os fatos forem comprovados, expõem negativamente o bom nome da Polícia Federal em negociata e ganha contornos mais graves por envolver um ex-diretor-geral da instituição.

A federação espera que as relações entre os ex-delegados e empresas privadas sejam devidamente esclarecidas. A reputação da Polícia Federal, construída com o árduo trabalho dos policiais federais, não pode ser atingida por conta de ações de “consultoria”, prestadas fora do âmbito institucional e afastando-se dos limites éticos e legais.

 

 

Source: Assessoria-Fenapef

 

 

 

Anúncios

Categorias:Geral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s