Vida restrita: Agente Penitenciário é espancado por cinco homens

O agente penitenciário por sua função é obrigado a ter uma vida restrita, pelos riscos inerentes à profissão.

Neste Sábado (28), um agente penitenciário de Rondônia foi agredido, segundo a ocorrência, o servidor estava em um bar e derrepente chegaram cinco homens e começaram a agredi-lo com socos e pontapés.

Conforme apurado, o servidor foi espancado por ser agente penitenciário, quando estava sendo agredido pelos cinco homens, a todo tempo eles xingavam o servidor com palavras de baixo calão.

O servidor conseguiu fugir das agressões, uma guarnição da PM chegou ao local do crime e encaminhou o agente até a Policlinica Ana Adelaide, em Porto Velho, posteriormente, o servidor foi avaliado e liberado.

Sobre a profissão do agente penitenciário

Segundo OIT, a ocupação de agente penitenciário é considerada a segunda profissão mais perigosa do mundo.
A função de carceragem é uma das mais antigas da humanidade e consiste em manter a ordem e a disciplina dentro dos presídios.

Rebeliões e fugas são um risco a mais que esses servidores podem enfrentar. Dentro do presídio correm sérios riscos, fora dele também.

A importância do trabalho em prol da sociedade

O trabalho penitenciário tem grande importância para a sociedade, o preso não ficará na prisão a vida toda, em algum momento ele volta à sociedade, se melhor ou pior, em alguma medida depende do trabalho do sistema penitenciário. Os agentes têm contato diário e direto com os detentos, são eles que zelam pela disciplina e aplicação de regras dentro das prisões, é de fato espinhoso.

Garantir os direitos aos presos também não é fácil, pois se depende de estrutura e nem sempre o Estado dispõe. A falta de direitos mínimos preconizado pela execução penal quando sentida pelos presos, causa revolta e indignação entre eles, as consequências desse descontentamento recaem primeiramente sobre os agentes penitenciários. Os agentes precisam usar de habilidades que vão além das questões de segurança, estes fatos tornam a profissão extremamente desgastante e a saúde mental é a mais atingida.

A vida restrita do agente penitenciário

O agente penitenciário por sua função é obrigado a ter uma vida restrita, pelos riscos inerentes à profissão. Não podem frequentar muitos lugares, pois podem ficar expostos a ataques, ou no mínimo, constrangimentos por ex-presidiários ou mesmo grupos de criminosos.

No lazer, o agente penitenciário se vê restrito a ocasiões íntimas, não sendo recomendado ir a lugares públicos, as famílias dos agentes também sofrem restrições sociais.

 

Fonte: Rondoniaemqap

Anúncios

Categorias:Geral

1 resposta

  1. Vida restrita é utopia, os caras batem e não querem apanhar, já tá errado em ficar bebendo no bar e ainda mais ser desses que batem e colaboram com a safadeza dentro das Unidades Prisionais. Tem que apanhar mesmo e se eu pegar um folgado Agente Penitenciário vai apanhar também!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s