Vigilantes descartados: Seduc convocará militares da reserva para fazer segurança nas escolas

Conforme o secretário, os militares farão a segurança tanto na parte interna quanto externa das escolas da Capital.

A recontratação dos vigilantes para as escolas estaduais de Rondônia está descartada, segundo o secretário de educação, Suamy de Abreu. No entanto, por causa de constantes roubos, furtos e outros crimes contra o patrimônio nas unidades de ensino, principalmente em Porto Velho, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) irá utilizar policiais militares da reserva remunerada para reforçar a segurança.

Conforme o secretário, os militares farão a segurança tanto na parte interna quanto externa das escolas da Capital. No entanto, mesmo sem data definida, em pelo menos duas escolas de Porto Velho serão colocados vigilantes durante o final de semana. Atualmente, oito escolas já contam com a segurança armada.

Desde a saída dos vigilantes, substituídos por câmeras de segurança, muitas escolas enfrentam problemas de roubos. A exemplo da Escola Estadual Tancredo Neves, localizada no Bairro Caladinho, que recentemente foi alvo de criminosos, que levaram cerca de 50 aparelhos celulares de estudantes durante a noite.

O secretário explica que ainda existem escolas monitoradas pelo sistema de câmeras, mas que a convocação de militares da reserva já era discutida desde a transição do governo.

Após assumir a secretaria, aconteceram várias reuniões entre Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e Seduc para tratar sobre o assunto. Ficou definido que será ampliada a patrulha escolar com oito viaturas e 16 policiais somente na capital, atendendo durante os períodos da manhã e tarde nas proximidades das escolas. E ainda os militares da reserva remunerada farão a segurança externa e interna das unidades escolares, reforçando para atender a demanda de cada escola.

A secretaria pretende colocar câmeras de segurança de alta resolução onde identificará quem está dentro e fora da escola. “Esse monitoramento vai conseguir detalhar se a pessoa que passou pelas câmeras é ou não foragida da Justiça. Todo o trabalho será acompanhado e monitorado em tempo real pela Polícia Militar”, esclarece o secretário.

Para os próximos anos, a secretaria pretende instalar um sistema para fazer chamada escolar eletrônico dos alunos. Os estudantes serão identificados pelo rosto através de um sistema que vai identificar se é ou não aluno da escola. “Ele só vai entrar nas dependências da instituição se for aluno e se não for precisará de autorização do diretor”, explica o secretário.

No interior as escolas não enfrentam tantos problemas de roubo igual na capital, segundo o secretário, por isso o reforço será somente nas escolas de Porto Velho. “Mas nós temos a patrulha escolar no interior que funciona 24 horas para atender a demanda”, finaliza o secretário.

 

 

Fonte: Rondoniaagora

Anúncios

Categorias:Segurança Pública

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s