Pedro Chaves defende criação de polícia especializada nas fronteiras

No seu entendimento, é por isso que sete cidades sul-matogrossenses fazem parte da rota do tráfico de armas e de drogas.

Defensor de proposta de emenda à Constituição que cria a polícia nacional de fronteiras, o senador Pedro Chaves (PRB-MS) disse nesta quinta-feira (12) que a matéria pode contribuir para solucionar o problema da violência no país. Ele lembrou que é pelas fronteiras que entram as armas e as drogas que financiam o crime organizado. A PEC tramita com o número de 534/2002 na Câmara dos Deputados.

— Se fecharmos o cerco na fonte, secamos a torrente de violência que infelizmente tem ganhado cada vez mais volume no Brasil e se espalhado por todo o território nacional — afirmou, lembrando que o Mato Grosso do Sul tem 1.500 Km de fronteira com o Paraguai e a Bolívia.

No seu entendimento, é por isso que sete cidades sul-matogrossenses fazem parte da rota do tráfico de armas e de drogas, segundo relatório da CPI da Violência Urbana, que funcionou há oito anos na Câmara.

Fórum de Segurança

Pedro Chaves anunciou ainda que, no dia 19 de julho, Campo Grande sediará o Fórum Permanente de Segurança na Fronteira de Mato Grosso do Sul. O evento, segundo ele, contará com a participação do ministro extraordinário da segurança pública, Raul Jungmann.

Pedro Chaves informou ainda que o Banco do Brasil está recalculando os limites das cooperativas de crédito de todo o país, para ampliar o repasse de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para melhorar as condições de financiamento da região.

 

Fonte:Agência Senado

Anúncios

Categorias:Polícia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s