Deputado propõe pagamento de salário mínimo à presos

As alterações propostas na Lei de Execução Penal dizem respeito a detentos que trabalham em presídios. Foto: Reprodução/Facebook

O deputado Glauber Braga (PSol/RJ) propôs alterações nos artigos 28 e 29 da Lei de Execução Penal. Uma delas é que o trabalho desempenhado por detentos seja subordinado a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a outra é ter remuneração “mediante prévia tabela, não podendo ser inferior ao salário mínimo.” As alterações foram propostas a fim de beneficiar detentos que trabalham em presídios.

Segundo a norma vigente, o preso não poderia ter vinculo empregatício com base na CLT e até 2016, tinham remuneração de salário inferior a ¾ do salário mínimo ou não recebiam salário algum.

Para justificar a proposta o parlamentar cita o artigo 5º da Constituição, caput, que fala sobre todos serem iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza.

Também foi usado na justificativa o artigo 7º, inciso IV, “ser direito dos trabalhadores urbanos e rurais salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim”.



Fonte: Metrópoles

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s