Discussão sobre modelo de segurança reúne secretários em Rondônia

Vale a pena lembrar que a maior parte dos crimes é composta por pequenos furtos, que não são praticados por quadrilhas”, citou o coronel Caetano.

Secretários de Segurança de pelo menos 15 Estados se reúnem em Porto Velho a partir da manhã de terça-feira (29), para discutir estratégias para combater a violência. Trata-se da sexta reunião do Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual, que será aberta pelo governador Confúcio Moura (PMDB) às 14 horas, no Palácio das Artes. 
A programação, no entanto, começa às 8 horas, na Uniron do Porto Velho Shopping.
Até a próxima quinta-feira, cerca de 200 profissionais da área de segurança mostrarão o que já vem dando certo nos Estados onde trabalham e colherão experiências que já estão dando certo em Rondônia.

Dados da Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) mostram que Rondônia tem o que mostrar às demais unidades da Federação. A quantidade de homicídios consumados, por exemplo, diminuiu neste ano, em relação ao anterior. Em março de 2016, por exemplo, foram 47, contra 27 registrados em 2017. Em fevereiro de do último ano, foram 57 assassinatos, e em fevereiro deste ano, 34.

O secretário da Sesdec, coronel Lioberto Caetano, explicou que está sendo desenvolvido um trabalho para combater a violência em sua raiz, através de ações integradas envolvendo diversos órgãos do governo, prefeituras e a comunidade.

“É preciso agir nas causas sociais, lembrando que 67% das ocorrências estão ligadas ao tráfico de drogas, por isso não adianta apenas colocar policiais militares nas ruas”, detalhou o coronel Caetano. Ele acrescentou que muitos furtos são cometidos por usuários de drogas, para manter o vício.

Ainda de acordo com o coronel Caetano, uma equipe de diversos órgãos governamentais traçou estratégias que devem ser colocadas em prática logo, para obter resultados a médio e longo prazo. Entre elas estão mais investimento na área de segurança e participação da comunidade.

“A sociedade deve participar ativamente. Uma das formas de colaborar é não esconder criminosos e denunciar, sempre que possível. Vale a pena lembrar que a maior parte dos crimes é composta por pequenos furtos, que não são praticados por quadrilhas”, citou o coronel Caetano.

Fonte: viarondonia

Anúncios

Categorias:Sem categoria

1 resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s