Audiência pública debate sobre a convocação dos aprovados para socioeducadores

Foi realizada nesta quinta-feira (04), uma audiência pública requerida pelo Deputado Léo Moraes, esteve presente também, o deputado Anderson do Singeperon, para tratar sobre a contratação dos aprovados do concurso de sócio educadores do Estado de Rondônia.

Estiveram presentes na audiência; O sr. Adriano de castro – representante da vice governadoria; Sra. Sirlene Bastos – secretária adjunta da SEJUS; Sra. Daihane Gomes – presidente da associação dos agentes penitenciários e sócio educadores; Sr. Raul Souza – aprovado no concurso de sócio educador; Doutora Valesca Duarte – presidente da comissão de direitos humanos da OAB; Dr. Edson Bernardo Andrede Reis – Presidente da comissão de concursos públicos; Representante da OAB.

Adriano de Castro deixou registrado o interesse da vice governadoria em receber a comissão dos aprovados do concurso de sócio educadores.

Raul Souza, um dos aprovados do concurso, enfatizou o abandono por parte dos dirigentes, em não se fazerem presentes nas unidades socioeducativas, também citou as dificuldades que é trabalhar com adolescentes infratores, comenta que deveria ter mais atenção por parte dos órgãos competentes.

Edson Bernardes falou em favor dos concursados, solicitando que seja encaminhado ao vice governador, para que sejam apresentadas soluções concretas, em nome dos interessados e em nome da OAB.

A secretária adjunta Sirlene Bastos, fez um levantamento do número de unidades socioeducativas em atividades, em relação ao concurso, ela afirmou que foi solicitada a prorrogação para providências serem tomadas, quanto aos concursados, disse que há expectativas por parte da SEJUS em chamar os aprovados. Afirmou que no prazo de 90 dias, seja liberado e informado quanto a possibilidade da realização da academia de formação de socioeducadores.

A presidente da associação Daihane Gomes, falou das precariedades das unidades socioeducativas, salientando as dificuldades enfrentadas pelos servidores para desempenharem suas funções, ressaltou que é de extrema importância que haja mais atenção aos servidores dos sistema socioeducativo. Destacou que assunto já foi tema de várias outras audiências, mas que nada foi feito por parte das autoridades, ela sugeriu que o governo faça a academia para os 150 aprovados que estão na espera.

Daihane Gomes já havia criticado em um debate com autoridades sobre o sistema socioeducativo, que aconteceu no dia 27 de abril de 2017, às 15 hs, na EMERON (escola de magistratura do Estado de Rondônia). Ela criticou sobre a segurança nas unidades, pois a cada dia se encontra mais precário, também tinha cobrado a contratação dos novos socioeducadores.

Léo Moraes anunciou que fará uma recomendação legislativa para estabelecer prazo de 90 dias para a Sepog, após receber o documento encaminhado pela SEJUS, a presente deliberação para o início da academia de 150 aprovados, sendo inicialmente aberta a vaga para convocação de 80 socioeducadores.

Fonte: rondoniaemqap

Anúncios

Categorias:Sistema Prisional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s